Foto:DivulgaçãoCom imenso pesar, a Ordem DeMolay brasileira perdeu seu fundador, Alberto Mansur, falecido na madrugada desta terça, 17/07, no Rio de Janeiro. Responsável pela vinda da organização para o Brasil em 1980, juntamente com integrantes do Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria para a República Federativa do Brasil, Mansur foi responsável pelo crescimento e expansão da Ordem DeMolay a partir do Capítulo Rio de Janeiro nº 001 e um dos grandes nomes da instituição em terras tupiniquins.



“Infelizmente, algumas circunstâncias afastaram parte da Ordem DeMolay brasileira do seu fundador, porém é impossível deixar de reconhecer a importância dele e de seu legado para a vida de milhares de jovens por todo o Brasil”, afirma o Grande Mestre Nacional, Ederson Velasquez, que desde a internação de Mansur solicitou que os Capítulos dedicassem orações a melhora dele.

Prestes a completar 90 anos, Alberto Mansur há algum tempo deixou de ser unanimidade quanto às atitudes, que culminaram com a formação do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil, porém seu empenho, ainda na década de 1970, para trazer a Ordem DeMolay para o Brasil nunca deixou de ser reconhecido. “Apesar de todas as situações, o falecimento do fundador da Ordem em nosso país é, sem sombra de dúvidas, uma das datas mais tristes para todos nós, que iniciamos nas fileiras de Capítulos brasileiros”, comenta Velasquez.

“Solicitamos que todos os Capítulos e DeMolays reservem um espaço em suas orações para que dediquem ao nosso fundador, como uma última homenagem àquele que nos uniu no Brasil”, conclui o Grande Mestre Nacional. Com o falecimento de Mansur, o SCODRFB decreta luto oficial de três dias como reconhecimento pelos serviços prestados à juventude brasileira.

A causa da morte do maçom não foi divulgada.

Fonte: Com DeMolay Brasil Online

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar